Publicidade

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Muito esforço por nada


Você treina forte e não evolui, a solução é mais simples do que parece.
 
Quando praticamos musculação nossa ação principal é estressar a nossa musculatura a fim de que ela se recupere mais forte. Dependendo do tipo do trabalho desenvolvido pode-se ganhar volume muscular (hipertrofia), ganhar resistência muscular ou fortalecimento localizado (tônus muscular). As vezes o treinamento é bem feito mas não observamos resultados, isso porque algum dos três principais pilares do desenvolvimento muscular não está sendo observado.


• Primeiramente o treinamento realizado de forma periodizada e seguindo as alternâncias de volume e intensidade programadas. 


• Em segundo lugar a recuperação. No momento em que estamos realizando a série de musculação não é onde teremos os ganhos reais, aquilo conseguido durante a realização do exercício é inchaço líquido e não corresponde ao ganho muscular. O verdadeiro ganho se dá durante o repouso, mais precisamente durante o sono, e não é qualquer sono, somente conseguiremos a recuperação total com um sono noturno (de preferência antes das 23:00 horas) com duração mínima de 6 horas seguidas, pois é nesse período que os hormônios atuam de maneira mais eficaz para restaurar a musculatura estressada durante o exercício. 


• E o terceiro ponto mas não menos importante, a nutrição, para a musculatura recuperar a contento o nível de proteínas diárias deve estar em 0,8 a 1,6 g de proteína por quilo corporal. Se você for treinar de estômago vazio saiba que 40% da energia que você vai usar para fazer musculação sairá da própria massa muscular, ou seja, pior do que não fazer nada. Se você se alimentar direito 40 minutos antes e logo após a série de musculação a massa muscular utilizada durante o treino será de 15%, muito melhor. Mas se durante a musculação você ainda ingerir algum carboidrato esse percentual cai para apenas 3% e ai você começa a ganhar musculatura. Muito importante é o tipo de carboidrato que será consumido na musculação. O recomendado são soluções que contenham cadeias complexas de glicose ( a maltodextrina por exemplo), que deve ser consumida no mínimo 11g de carboidrato para 200ml de água a cada hora de musculação. 

Fonte: Maromba Pura
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário