Publicidade

sábado, 26 de junho de 2010

Mas afinal: o que é exercício?

Quem nunca leu ou ouviu alguma coisa relacionando atividade física, exercício físico e esporte à qualidade de vida e saúde? Nos dias de hoje já é lugar-comum afirmar que a prática regular de exercício físico é fator indispensável a qualquer um quer deseje uma boa condição física e mental. Entretanto, na esmagadora maioria das vezes esses termos são empregados de maneira imprecisa e/ou incorreta. Sendo assim é interessante para se iniciar um trabalho sobre bioquímica do exercício fazer a definição precisa do que vêm a ser, afinal, atividade física, exercício físico e esporte.
Começando pela atividade física, trata-se de um conceito muito simples: atividade física pode ser definida como qualquer movimento corporal, produzido pelos músculos esqueléticos, que resulta em gasto energético maior do que os níveis de repouso ( CASPERSEN et alii, 1985 ). Nota-se que nesse conceito entram ações que a princípio causam estranheza, tais como falar ou digitar em um teclado. Já o exercício físico consiste em toda atividade física planejada, estruturada e repetitiva que tem por objetivo a melhoria e a manutenção de um ou mais componentes da aptidão física (CASPERSEN et alii, 1985 ). Sendo assim o exercício físico constitui uma subcategoria mais elaborada dentro da atividade física, que envolve por exemplo uma caminhada contínua de uma hora. Por fim o esporte (ou prática esportiva) pode ser definido como um sistema ordenado de práticas corporais de relatividade complexidade que envolve atividades de competição institucionalmente regulamentada, que se fundamenta na superação de competidores ou de marcas e/ou resultados anteriores estabelecidos pelo próprio esportista (GENERALITAT DE CATALUNYA, 1991 ). Portanto, esses três termos de maneira alguma podem ser utilizados como sinônimos quando se fala sobre exercício.
Dadas as definições formais, podemos tirar algumas conclusões. A primeira delas é que tanto a atividade física, o exercício físico ou o esporte podem eventualmente trazer benefícios à saúde. Ainda assim, apenas o exercício físico e a prática desportiva continuados é que proporcionam incrementos significativos e duradouros na aptidão física de quem os pratica. E é sobre essas duas categorias que o que será desenvolvido neste blog estará se referindo, principalmente porque um indivíduo obeso pode muito bem realizar diversas atividades físicas durante o dia e nem por isso perderá peso.
Com as definições bem estabelecidas podemos então partir para o fantástico estudo da bioquímica do exercício físico.

RODRIGUES, João Daniel – in ATIVIDADE FÍSICA, EXERCÍCIO FÍSICO E ESPORTE

 Fonte: Blog Bioquimica do Exercício
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário