Publicidade

terça-feira, 24 de maio de 2011

INFLUÊNCIA DO RESFRIAMENTO E DO AQUECIMENTO LOCAL NA FLEXIBILIDADE DOS MÚSCULOS ISQUIOTIBIAIS

RESUMO
Objetivo: O propósito deste estudo foi analisar os efeitos do resfriamento e do aquecimento sobre a flexibilidade dos músculos isquiotibiais, observando os efeitos agudos e crônicos. Métodos: Quarenta voluntários foram aleatoriamente incluídos em um dos quatro grupos (n=10): 1) grupo controle; 2) grupo alongamento (técnica sustentar-relaxar) para os músculos isquiotibiais, por duas semanas consecutivas; 3) grupo alongamento precedido da aplicação de crioterapia (25 minutos) na região posterior da coxa e 4) grupo alongamento precedido de aquecimento com diatermia por ondas curtas (25 minutos). A avaliação da flexibilidade muscular foi realizada através de uma prancha acoplada a um sistema de goniometria, especialmente preparada para avaliar o ângulo extensor do joelho. Resultados: Os três grupos experimentais aumentaram significativamente a ADM em relação ao grupo controle. Os ganhos médios diários, considerados efeitos agudos, mostraram diferenças significativas em favor do grupo submetido ao resfriamento, quando comparado aos demais (aumento de 2,6 ± 0,9°, 4,3 ± 1,5° e 2,4 ± 0,7° para os grupos 2, 3 e 4, respectivamente, p= 0,008). Em relação aos efeitos crônicos, não foi observada diferença significativa entre os três grupos experimentais, embora todos diferiram do controle (aumento de 1,5 ± 0,5°, 11,1 ± 6,1°, 14,4 ± 5,4° e 14,4 ± 6,2°, para os grupos 1, 2, 3 e 4, respectivamente). Conclusões: Sessões de alongamento, aplicadas diariamente, aumentaram significativamente a flexibilidade dos músculos isquiotibiais. Os efeitos agudos foram maiores no grupo submetido ao resfriamento, quando comparado aos grupos somente alongado ou aquecido. Os efeitos crônicos não foram influenciados pelo aquecimento nem pelo resfriamento.

Palavras-chave: Flexibilidade muscular, alongamento, crioterapia, aquecimento, isquiotibiais.


|Postado por: Pedro Henrique|
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

1 Comentários:

  1. Esses voluntários eram ativamente físicos ou sedentários? Qual a média de idade deles, pois essa variável interfere bastante nos resultado. Tenho uma pesquisa com jogadores de futebol de diferentes categorias (sub-15, sub-18 e profissional), pois há um grande número de jogadores com lesões na região anterior e posterior de coxa...o qual algumas pesquisas comprovam que se houver um alongamento especifico na modalidade pode diminuir o número de lesões. Entretanto, esse treinamento não é levado em conta, pois o alongamento não altera no desempenho durante os jogos.

    ResponderExcluir