Publicidade

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Minotauro revela que Anderson Silva quase desistiu da carreira antes do UFC

Oss!
Boa tarde!
Reproduzo agora uma matéria sobre o maior lutador brasileiro no UFC, Anderson "Spider" Silva.

Apreciem sem moderação!
Imbatível desde que entrou no UFC e dono do recorde de vitórias seguidas no evento (13), Anderson Silva quase desistiu da carreira de lutador antes de receber o convite para estrear naquele que se tornaria o maior show de artes marciais do mundo, em 2006.

Quem fez essa surpreendente declaração foi Rodrigo Minotauro, um dos melhores amigos e companheiro de treino de Anderson, que teve de intervir para mudar a decisão. “O Anderson estava um pouco desencorajado por causa de sua briga com [o criador da Chute Boxe] Rudimar Fedrigo. As portas do Pride estavam fechadas para ele e ele chegou a pensar em parar de lutar”, revelou Minota em entrevista aos nossos parceiros do Sherdog.com.

Com o olhar apurado e já mais do que ciente de que à sua frente estava um talento incomparável, Rodrigo não permitiu que Anderson desistisse da carreira e agendou uma série de combates. “Arrumamos uma luta pra ele na Bahia e perguntei se ele estava afim, e ele aceitou. O Anderson então lutou na Bahia e depois na Coreia do Sul. Conseguimos outros combates na Inglaterra, através do contato de um amigo meu e aí tudo veio junto”, completou.

Mudança no jogo de chão

Antes de construir a incrível série de vitórias no UFC e ser considerado praticamente imbatível no MMA, Anderson Silva precisou passar por uma reconstrução quase que total de seu jogo de chão. E ninguém melhor do que os irmãos Nogueira para ajudá-lo a corrigir as falhas que o levaram a perder duas vezes por finalização no Pride.

O “Aranha” procurou Rodrigo e Rogério há 11 anos, e desde que passou a treinar com eles e Rafael Feijão se notabilizou também por um jiu-jitsu apurado.

Ele era muito bom de muay Thai e já tinha faixa-marrom de jiu-jitsu, mas não tinha um jogo de chão adequado para o MMA”, explicou Minotauro. “Ele era muito bom no chão e tinha grande habilidade, mas não tinha as técnicas de solo de Carlson Gracie. Ele não conseguia lutar daquela forma porque era mais fraco e magro do que os outros e os caras o pegavam. Ele nos procurou na Brazilian Top Team e adquiriu as habilidades necessárias trabalhando comigo, Rogerio e Feijão”.

Minota também ressaltou as qualidades pessoais de Anderson e sua família. “Sempre fui um fã do Anderson. Quando ele ainda estava no Meca, conheci seu pai e conversamos, ele me tratou muito bem. Ninguém falava muito no Japão, mas eu tinha bom relacionamento com todos. Sempre gostei de conversar com o Anderson. Ele sempre foi muito respeitador e um grande estudante das artes marciais”, elogiou.

Na última segunda-feira foi confirmado que os amigos Anderson Silva e Rodrigo Minotauro farão parte do card do UFC Rio, que acontece no dia 27 de agosto, na HSBC Arena. Enquanto o Aranha faz a luta principal da noite, defendendo seu cinturão contra Yushin Okami, Minota tenta retomar os tempos de glória no MMA fazendo, contra a promessa Brandan Schaub, seu primeiro combate depois de duas cirurgias.
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário