Publicidade

domingo, 29 de maio de 2011

UFC 130

Oss!
Boa noite!
Ontem teve mais um evento UFC, o 130º da história. E pra minha imensa decepção, foi o pior que já pude assistir.
O evento, que ocorreu em Las Vegas, EUA teve como card as lutas:
Jorge Santiago x Brian Stann
Thiago Pit Bull x Rick Story
Travis Browne x Stefan Struve
Roy Nelson x Frank Mir
Quinton "Rapage" Jackson x Matt Hammil

Agora uma análise sobre cada luta do card principal
  • Jorge Santiago, que estava afastado do UFC desde 2006, retornou com um belo feed back do StrikeForce onde havia conseguido 11 vitórias nas últimas 12 lutas. Mas infelizmente não foi com esse respaldo que seu adversário, o capitão da marinha americana Brian Stann com um belo boxe nocauteou o brasileiro no 2º round.
  • Thiago PitBull, representando a American TopTeam perdeu a luta por pontos em decisão unanime dos juízes.
  • Browne com 2,01m de altura teve que lutar olhando ainda mais pra cima contra o holandes Struve de 2,11m. E essa foi a única luta digna de Ultimate Fighting Championship. Com um Superman Punch Browne nocauteou o gigante europeu e levou o bonus de US$100.000,00 com nocaute da noite.
  • Frank Mir e Roy Nelson, pior luta que já assisti. Roy Nelson com seu estéreotipo nada convencional para atletas terminou a luta sem mal conseguir ficar em pé. Mesma coisa aconteceu com Frank Mir, ex campeão dos pesos pesados, e que outrora tivera um belo jiu jitsu, não conseguiu uma montada sequer, apenas derrubava o gordinho que se levantava em seguida. Luta mui morna, chegando a ser apelidada de "luta em 1ªmarcha com freio de mão puxado". Mir venceu a luta por decisão unanime dos juízes.
  • Quinton Jackson e Matt Hammil, principal evento da noite, e era isso que se esperava dos lutadores, mas não foi isso o apresentado por eles. Rampage, que seria o próximo desafiante de Jon Jones, não demonstrou o antigo lutador da época de Pride, levou a luta toda em banho maria com boxe e algumas joelhadas. Matt Hammil, que foi participante do Reality Show "The Ultimate Fighter" e portador de deficiência auditiva, ficou muito aquem do que já tivera feito, com seu jiu jitsu. A luta resumiu-se a Hammil tentar derrubar pelas pernas, e Rampage contra atacando com socos e joelhadas. Vitória dos juízes para Quinton "Rampage" Jackson.
O UFC130 que ficou muito a desejar na minha opinião, foi bom para o brasileiro Lyoto Machida, pois pode em outubro desafiar Jon Jones e ter novamente o cinturão dos meio pesados em seu poder, devido o diagnóstico de fratura na mão de Jackson.

Agora é esperar o UFC131 que ocorrerá no dia 11/06 e terá no evento principal o peso pesado Júnior Cigano contra Shane Carwin.

Oss!

||Postado por: Herbert Sarmento|
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário