Publicidade

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

MMA ou Vale - Tudo?


Oss!
Boa tarde!
Hoje, depois de ler algo a respeito de regras, resolvi postar as diferenças entre o antigo Vale - Tudo e o atual MMA.
Para iniciar, gostaria de contar um pouco sobre a história deste esporte. Vale muito a pena entrar no túnel do tempo. Vamos lá!

Tudo começou com Hélio Gracie e seu irmão mais velho Carlos Gracie no início do século passado vindo do judô, ou jujutsu, os irmãos Gracie aprimoraram a técnica e criaram o Jiu Jitsu. No início as lutas eram entre artes para ver qual a que se sairia sobre as outras, e Helio Gracie, teve 17 lutas e apenas 2 derrotas entre 1930 e 1960.
A partir daí, a "segunda geração" com Carlson (filho de Carlos) e Royce (filho de Helio) mantiveram a hegemonia da família no mundo das lutas.
Rorion Gracie (filho de Helio) criou um evento para profissionalizar estes desafios, chamando-o de Ultimate Fighting Championship, que teve um Gracie como vencedor de três das quatro primeiras edições.
Nesta época só havia algumas poucas regras que eram: Proibição de mordida, dedo no olho, choque na virilha e puxão de cabelo. O resto valia tudo, tudo mesmo.
Depois de um tempo, Rorion vendeu a marca pelo valor de US$2 milhões para os atuais donos, Frank e Lorenzo Fertitta, que com Dana White na presidencia elevaram este nome à exorbitantes US$2 bilhões e o transformando em MMA ( Mixed Martial Arts) e incorporando algumas regras para o maior evento de lutas do mundo.
Seguem as regras:
- Os lutadores devem usar luvas de dedo aberto fornecidas pelo evento;
- Obrigatório o uso de coquilha - equipamento de proteção genital - e protetor bucal;
- É permitido - porém, não obrigatório - o uso de sapatilhas, protetores para joelhos, protetores para cotovelos e bandagem para tornozelos e punhos;
- Lutadores que não demonstrarem agressividade ou combatividade, serão advertidos e a luta reiniciada.

Proibições:

- Cabeçada, dedo no olho, morder, puxar cabelo, beliscar, arranhar e cuspir no adversário;
- Ataque à boca do adversário com a mão, à região genital ou ao rim com o calcanhar;
- Enfiar o dedo em qualquer orifício, corte ou laceração, e manipular as articulações do adversário;
- Ataques à coluna ou parte de trás da cabeça, golpear de cima para baixo usando a ponta do cotovelo, qualquer tipo de ataque à garganta e agarrar a clavícula;
- Chutar ou atingir com o joelho a cabeça do adversário que está no chão;
- Arremessar o adversário de cabeça no chão ou atirá-lo para fora do ringue;
- Segurar calção ou luvas do adversário, assim como agarrar a grade do octógono;
- Utilizar linguagem imprópria ou abusiva no ringue ou ser flagrado desrespeitando as instruções do árbitro;
- Atacar o adversário nos intervalos, que esteja sob cuidados do juiz ou após a campainha ter anunciado o fim do round;
- Sem limitação, evitar contato com adversário, cair de forma intencional, derrubar insistentemente o protetor bucal ou fingir lesão;
- Interferência do córner ou jogar toalha durante a luta;
- Usar alguma substância escorregadia no corpo. Vaselina por exemplo.
Uma luta se define das seguintes formas:

Finalização - Quando um lutador recebe uma chave ou um estrangulamento e demonstra clara desistência através de três batidas ou verbalmente. Também há finalização quando o lutador não desiste e desmaia durante um estrangulamento.
Nocaute - Quando um lutadores recebe um golpe e fica inconsciente no momento, decretando o fim precoce do combate

Nocaute técnico - (a) Decisão médica: quando o médico da luta julga que um lutador não tem mais condição de continuar no combate por conta de um corte ou lesão, acabando derrotado; (b) Interrupção do juiz: quando o árbitro central encerra o combate por achar que um dos lutadores não está mais se defendendo ou esboçando reação; (c) Lesão: quando o lutador manifesta desistência ou o juiz encerra a luta em caso de lesão mais visível. Decisão por pontos dos juízes - Após o término dos rounds, três juízes definirão qual foi o resultado do combate, que pode ser vitória de um dos lutadores ou até mesmo um empate. Essa definição pode ser: (a) Unânime - Quando todos os juizes dão empate ou a vitória a um lutadores; (b) Dividida - Quando um juiz determina a vitória para um atleta e os outros dois para o outro lutador; (c) Majoritária - Quando dois juízes indicam um atleta vencedor, enquanto um terceiro aponta o empate no combate.

Desqualificação - Quando um dos lutadores aplica de forma intencional algum golpe ilegal ou realiza algum movimento proibido. Caso a luta não possa continuar ou o lutador insista em desrespeitar as regras, haverá a desclassificação.

No Contest - Se uma contusão sofrida por golpe ilegal acidental for muito severo e o lutador não puder seguir, o combate deve resultar em ‘no contest’ (sem disputa) caso a luta ainda não tiver completado dois rounds. Após esse limite, o placar dos juízes definirá o vencedor.

Lembrando que estas regras se valem para o UFC, e alguns eventos acompanham. E alguns outros não. Um exemplo de não seguir estas regras era do antigo Pride, que falarei sobre ele mais adiante.
Espero ter esclarecido alguma dúvida e estou a disposição para outros assuntos.
Oss!
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário