Publicidade

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Computador responde se você está sentindo dor ou não

Equipamento poderá mensurar a intensidade da dor.

Cientistas da Universidade de Stanford (EUA) deram um primeiro passo importante para o desenvolvimento de uma ferramenta de diagnóstico da dor.

Uma das informações mais necessárias, mas mais difíceis de se obter em grande parte dos tratamentos é a intensidade da dor.

Os médicos dependem do auto-relato dos pacientes, mas é praticamente impossível comparar o relato de dor de uma pessoa com o de outra.

E há mais complicadores: uma pesquisa recente mostrou que os profissionais de saúde acreditam que pacientes antipáticos sentem menos dor.

Dor no cérebro

A nova ferramenta usa padrões de atividade cerebral para dar uma avaliação fisiologicamente objetiva da intensidade da dor.

Os cientistas usaram sofisticados algoritmos de computador para analisar automaticamente exames de ressonância magnética funcional do cérebro dos pacientes.

A técnica previu com precisão a dor induzida por calor em 81% dos casos em indivíduos saudáveis, de acordo com um estudo publicado na revista científica PLoS ONE.

Detector de dor

"As pessoas veem procurando por um detector de dor há muito tempo," disse o anestesista Sean Mackey, coordenador da pesquisa. "Estamos esperançosos de que possamos usar essa tecnologia para uma melhor detecção e um melhor tratamento da dor crônica."

Os pesquisadores ressaltam que novos estudos são necessários para determinar se o método funciona para medir outros tipos de dor, como a dor crônica, e se ele pode distinguir com precisão entre a dor e outros estados que despertam emoções, como a ansiedade ou a depressão.

A cautela é necessária, porque pesquisas mostram que mesmo palavras podem acionar os circuitos cerebrais da dor.

Fonte: Diário da Saúde

Postado por: Pedro Henrique
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário