Publicidade

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Gel de carboidrato: consumo auxilia desempenho durante treinos e provas

|Postado por: Pedro Henrique| 

Disponível em sachê ou pó e em diversos sabores, nutricionista e treinador dão dicas.

Você acorda bem cedo, coloca a roupa apropriada, toma café da manhã e vai para a rua fazer o que mais gosta: correr, nadar ou pedalar. Seja em longões ou em provas, sabe que é importante se hidratar corretamente e ingerir carboidratos, substâncias fundamentais para o funcionamento do corpo, principalmente quando se fala em desempenho. É por conta dessa necessidade que existe o gel de carboidrato, energético disponível em sachê ou pó, recomendado pela praticidade e eficiência durante o esporte que, além de tudo, proporciona recuperação adequada dos músculos.

RECOMENDAÇÕES
Segundo a nutricionista Cristiane Perroni, especialita do EU ATLETA, os géis possuem concentrações variadas de carboidratos, vitaminas e minerais, e só têm efeito positivo se a dieta do atleta estiver equilibrada.

- Em atividades de até uma hora, beba somente água. Acima de uma hora ou em exercícios de alta intensidade, é aconselhável a ingestão de bebida isotônica e do gel de carboidratos.

Para quem ainda não está familiarizado com o uso do gel, o treinador Manuel Lago dá a dica.

- O ideal é consumir a cada 40 ou 45 minutos de treino/prova, sempre com a presença de água.

É importante beber água junto com o consumo do gel. Por ser concentrado, ele necessita de líquido para ser processado facilmente pelo organismo. Além disso, consumir o gel e não tomar água depois deixa um gosto forte na boca, difícil de tirar.

SABORES
Disponíveis em sabores como chocolate, açaí, laranja, frutas vermelhas, baunilha, limão e banana, os géis provocam discussão quanto ao sabor.

- Experimentei um de açaí que caiu bem, e outro de chocolate que acabou com a minha prova de vez, estava longe do posto de hidratação e fiquei mal, com mais sede. Aprendi à força a testar sempre nos treinos os produtos que eu pretendo usar nas provas. É bom pra sentir desde o gosto (alguns enjoam muito fácil) até o resultado em si – afirmou o corredor carioca Thiago Simão.

COMPOSIÇÃO
Os géis existentes no mercado prediletos dos atletas têm na concentração cafeína (que reduz a percepção de esforço, pois modifica o limiar da dor), histidina (um analgésico natural que neutraliza o acúmulo de ácido lático nos músculos), maltodextrina (carboidratos complexos que garantem energia duradoura durante a prática), além das vitaminas C e E, que oferecem defesa contra os estragos nos tecidos musculares pelos radicais livres, atuando contra o envelhecimento precoce.

O corredor Anderson Dutra Cerceau alerta para a quantidade de açúcar e calorias de um sachê.

- Gel é basicamente melado de açúcar e cada saquinho tem em torno de 100 kcal. Se você tomar isto durante os treinos, significa que quase metade da energia que você gastou estará recuperando. Se a intenção for emagrecer, gel é veneno.

Moradora de Belo Horizonte, Joana Ferreira Ahouagi reforça a importância do acompanhamento de um especialista.

- Tenho uma nutricionista especializada em nutrição esportiva, que me orienta nos prés e pós provas, e em todo o processo de treinamento e fortalecimento muscular.

CONTRA-INDICAÇÕES E EFEITOS COLATERAIS

A Anvisa registra este tipo de produto como alimento para atletas, não sendo recomendado para os que se exercitam por lazer ou estética. Segundo Cristiane Perroni, o produto não substitui uma alimentação equilibrada e seu consumo deve ser orientado por nutricionista ou médico, para prevenir danos à saúde. Existe a possibilidade do nível de produção de insulina aumentar, ocasionando um quadro de hipoglicemia, como efeito rebote. Em doses muito altas, os carboidratos podem causar diarreia, náuseas e vômitos. Diabéticos também devem ser orientados por seus médicos antes de consumir esse tipo de alimento.

*Antes de qualquer mudança na sua alimentação, consulte um nutricionista.

Matéria publicada em portal EU Atleta
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário