Publicidade

sábado, 9 de maio de 2015

Entrevista com a Professora Karlla Paiva


Karlla Paiva é formada em Educação Física, trabalha na Prefeitura Municipal de Arapiraca e vem se destacando como uma referência na cidade através dos esportes, Atletismo e Frisbee.

Fizemos algumas perguntas e a Professora Karlla Paiva com toda educação nos respondeu.

________
Entrevista:

EdfísicaAlagoas:
Quais esportes você praticou na escola?

Karlla Paiva:
Na minha vida escolar pratiquei, handebol,futsal, vôlei,natação e judô

Como começou sua trajetória no atletismo?

O atletismo surgiu na fase do ensino superior, quando surgiram vagas (bolsa para atletas) no intuito de representar a instituição de ensino nas competições, estaduais e nacionais a nível de desporto universitário. No entanto minha primeira opção não foi o atletismo até porque eu nem conhecia esse  esporte... fiz a seletiva para o handebol, mas um amigo me convidou para fazer parte da equipe de atletismo, e na primeira competição ja consegui medalha, daí então o AMOR por esse esporte só aumentou.

Como começou o projeto?

O Projeto começou depois de algumas tentativas em levar os meus alunos para competições estaduais, e na primeira tentativa levei um aluno para o JJB em 2013-Jogos da Juventude Brasileira o antigo JEBS, nesse momento percebi que podia mais, e deveria oportunizar outras crianças a vivenciarem aquilo que experimentei, todo aquele conforto, tratamento, pessoas de culturas diferentes e que mesmo assim te tratavam bem, aquele mundo, aquelas pessoas, todo a bagagem de vida, ficaram marcadas para sempre, e logo após comecei a trabalhar na prefeitura municipal de Arapiraca, tendo em vista a oportunidade que ali estava uni  o anseio de trabalhar o atletismo com a demanda de alunos que ali se encontravam no estado de negação de politicas publicas  voltadas para o esporte.

Quantos alunos você começou?

O Projeto Correndo para o Futuro, começou apenas com 5 meninos, exatamente em Outubro do ano passado(2014), hoje o projeto conta com alunos da rede publica estadual, municipal e de uma escola particular( Colégio Cenecista Nossa Senhora do Bom Conselho). Com apenas 7 meses de existência, o  numero de alunos mais que dobrou, contamos com 39 alunos no ensino regular da educação básica, e  uma universsitária.

O que te motiva para buscar sempre o melhor para seus alunos?

O que me motiva a estudar e continuar pesquisando melhorias para os meus alunos, é simplesmente a oportunidade e transformação social que o esporte pode proporcionar na vida desses participantes, tendo em vista as bolsas de estudos, tanto no ensino regular quanto no ensino superior, e mesmo que  estes alunos não se tornem atletas, mas eles poderão dizer que as politicas publicas de esporte, tiveram impacto em sua formação, quanto cidadão que constitui uma sociedade e os mesmos em um futuro próximo, dedicaram um pouco do seu tempo para ações que contribuam para melhoria da cidadania.

Como é ser o espelho para seus atletas?

Tento agir da melhor maneira possível e passar alguns valores que aprendi com meus pais, e não sei se sou espelho... mas todo professor acaba sendo, assim espero que meu reflexo seja reproduzido sempre em forma de luz e por onde eles passarem que transmitam paz, força e humildade.

Como você se sente tendo uma aluna que você ensinou no colégio fazendo faculdade de Educação Física e ainda participando do projeto?

Ter a Jully Rossana participando do projeto me deixa muito orgulhosa até porque não fui professora direta dela, a mesma estudou na escola em que trabalho, mas fazia parte da equipe de handebol, que é acompanhada por outra professora, no entanto ela sempre foi uma aluna aplicada e perguntou se poderia participar desse "tal de atletismo", ai já viu... foi contagiada por essa força, pois o atletismo alagoano é uma família a qual quem entra se apaixona, mas não pelas pessoas e sim pelo clima que o atletismo deixa no ar....

Qual recado você daria para os estudantes das escolas Públicas e Privadas?

Caros estudantes, tenham respeito com seus professores, cuidem do seu bem maior, a tua vida, poderia até enfatizar, NÃO USEM DROGAS, mas...  alguns tendem a pensar que são imortais e que nunca serão vitimas desse mal, é mais do que um recado seria um pedido... Cuidem do teu corpo como se fosse a tua casa, não deixem qualquer um entrar e fazer bagunça, sejam espertos, antes ser chamado de fraco por não experimentar drogas licitas ou não licitas  do que pagar o preço de uma dependência química .

Qual a sua mensagem que você leva como referência em seus treinamentos?

A única certeza que temos na vida, é que a educação e o conhecimento adquirido durante toda nossa vida, nos levará a lugares e oportunidades que aqueles os quais não estudam provavelmente nunca poderão ter.
___________
Imagens cedidas por Karlla Paiva.

Gostaríamos de agradecer a Karlla Paiva pela oportunidade e disponibilidade de nos conceder essa entrevista, e dizer que o espaço sempre estará aberto.

Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 Comentários:

Postar um comentário