Publicidade

quinta-feira, 1 de março de 2012

A importância da Educação Física nas escolas

|Postado por: Pedro Henrique|

David Gallahue, doutor em Desenvolvimento Humano e Educação Especial, fala sobre a importância da disciplina nas escolas

Muita gente acredita, ainda hoje, que as aulas de Educação Física Escolar são apenas um momento de lazer e desconcentração nas escolas. E, por isso, não se dá a devida importância a essa que é uma disciplina essencial no currículo escolar, já que é responsável pelo desenvolvimento motor das crianças. Além disso, o exercício físico ainda é capaz de combater diversas doenças relacionadas ao sedentarismo, como obesidade, diabetes e problemas cardíacos. Deve, portanto, ser praticado sempre - na escola e em casa.

É isso o que diz o doutor em Desenvolvimento Humano e Educação Especial David Gallahue em suas palestras sobre a importância das aulas de Educação Física. "O desenvolvimento motor é parte de todo o comportamento humano. O desenvolvimento cognitivo, o desenvolvimento afetivo e o desenvolvimento motor estão relacionados", afirma o especialista, que é professor da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos

Educação Física Escolar: acompanhamento constante 

Em sua opinião, “a escola é único lugar em que nós podemos garantir que todas as crianças terão um tempo dedicado à instrução. E as aulas de Educação Física na escola são diferentes do simples ato de brincar no quintal de casa porque elas são instrutivas. Ensinam como as crianças podem mover o corpo. É o único lugar onde elas estão sendo instruídas o tempo inteiro. Inclusive o ideal seria que as crianças tivessem mais do que apenas uma ou duas aulas de Educação Física na escola por semana. O ideal seriam três vezes, mesmo que por um período mais curto - em vez de ter período de 50, 60 minutos, poderiam ter três períodos de meia hora. Isso faria com que as crianças se mexessem mais e o exercício físico se tornaria parte da vida delas. O professor de Educação Física na escola é uma pessoa extremamente importante na comunidade escolar”, completa.
Fonte: educarparacrescer 
Reações:
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

2 Comentários: